Capa de Tomie

Tomie, de Junji Ito

A obra gráfica mais icónica do grande mestre de terror!

Tomie é a história de uma rapariga imortal, dona de uma beleza extraordinária que traz o caos à vida das pessoas que se cruzam com ela. O poder da sua beleza não tem limites e Tomie usa-a como arma de manipulação para obter aquilo que quer sobre os homens que conhece.
Todos os homens que têm a má sorte de conhecer Tomie acabam por sucumbir aos seus encantos, são levados à loucura e cometem atrocidades contra Tomie.
Em Tomie a beleza e o terror misturam-se. As ilustrações das páginas representam os extremos da escala, que alterna entre desenhos lindos e outros perturbadores e horripilantes.
Cada traço artístico representa uma dualidade fascinante e dá um toque diferente a esta história.
Leitura obrigatória para todos os fãs de terror.

O autor

Elogiado pela qualidade narrativa e impacto gráfico dos seus trabalhos, Junji Ito é considerado o grande mestre de terror da atualidade, o Lovecraft do mangá.
Numa entrevista à Viz Media, Ito mencionou que a sua primeira experiência com mangá de horror foi a leitura de Mummy Teacher de Kazuo Umezz.
Ele recorda que o livro o motivou a criar as suas próprias obras.

Na mesma entrevista, Ito partilhou que inicialmente não tinha a intenção consciente de se dedicar ao género de horror.
Este foi um interesse que se materializou nas suas primeiras histórias, porque acredita que a mente humana é ela própria assustadora.
Nas suas obras, ele foca-se nas transformações do corpo humano e adiciona elementos estranhos, explorando a capacidade da mente humana de gerar medo.
Tomie revela também esta perspetiva assustadora, que não vai deixar nenhum leitor indiferente.

A sua obra foi adaptada para a Netflix e têm um número cada vez maior de leitores fiéis em todo o mundo.

O livro recebeu o Prémio Kazuo Umezz em 1986.